domingo, 8 de janeiro de 2012

Tomb Raider (1996)

Que comecem os jogos. Uso chulo de frase é chulo. Enfim, como eu disse, vou postar screenshots de todos os jogos em ordem cronológica de lançamento, então começamos pelo clássico e revolucionário Tomb Raider. Ao contrário da crença popular, o jogo não possui um subtítulo, embora os fãs gostem de referir-se à ele como Atlantean Scion.

Além do tutorial na mansão de Lara Croft, o jogo possui 15 fases divididas em quatro atos. Na aventura, Lara desbrava vales perdidos no Peru, monastérios na Grécia, tumbas no Egito e até mesmo as entranhas de Atlântida em busca do artefato conhecido como Scion.


O jogo foi desenvolvido pela softhouse inglesa Core Design e foi lançado em novembro de 1996. Por se tratar de um jogo nativo do sistema operacional DOS, é, de certa forma, bastante complicado rodá-lo num sistema atual com Windows 7 64-bit -- talvez até mesmo impossível sem o excelente Glidos.

Glidos é uma ferramenta desenvolvida por um fã (como de costume, fãs ao resgate!) e que, embora já tenha sido gratuita, vale cada centavo do seu preço simbólico de USD 10. Além de permitir que um jogo de gerações atrás rode perfeitamente em sistemas atuais (e com resoluções atuais também: as imagens aqui postadas são geradas à 1600x900), a ferramenta traz diversos extras como a possibilidade de instalar pacotes de textura e som. Na prática, isso significa aplicar texturas superiores às datadas 64x64 usadas na época bem como reconstruir a experiência cinematográfica com a adição da trilha sonora de Nathan McCree, essencialmente ausente na versão original para computadores.

Assim que terminar com as imagens do jogo original, vou fazer algumas postagens utilizando os pacotes de textura apenas para catalogar aqui as possibilidades. As texturas originais têm seu charme e a nostalgia sempre fala mais alto, mas o trabalho árduo de fãs também merece o reconhecimento.