quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Prévia do documentário da Tomb Raider Suite


O compositor Nathan McCree divulgou um breve trecho do futuro documentário dedicado ao projeto Tomb Raider Suite. Com duração de aproximadamente uma hora, o vídeo contará não apenas com o processo de remasterização, mas também entrevistas sobre o desenvolvimento das trilhas originais do final dos anos 1990.

Apenas posso ecoar as palavras de Meagan Marie, ao final deste vídeo: "In The Blood é a [faixa] que me fez chorar." Certamente uma de minhas favoritas, mesmo que eu não tenha tido a oportunidade de atender ao concerto. A versão de estúdio é igualmente impactante.

O documentário ainda não tem data ou plataforma definida para estreia. A coletânea pode ser adquirida em formato digital neste momento, mas a última informação é que algumas das edições físicas devem começar a circular no início de fevereiro.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Imagem detalha traje do DLC The Nightmare

O terceiro pacote de conteúdo adicional para Shadow of the Tomb Raider, intitulado The Nightmare, será lançado na próxima terça-feira, dia 22. Embora ainda não tenhamos um trailer ou vídeo acerca do novo conteúdo — apenas a arte-chave —, o guia visual do traje The Scales of Q já está em circulação.

Pois é.

Aliás, vale notar que tecnicamente este traje (bem como o novo machado de escalada que o acompanha) faz parte de um DLC separado. Como todos adquirimos o Season Pass, o conteúdo está incluso no pacote global. Aqueles que, por qualquer motivo, estiverem adquirindo os DLCs individualmente somente terão acesso a uma variante do traje e da arma, destravados após completar a nova missão.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Blog Raider Daze celebra sete anos no ar

Tempus fugit.

Normalmente, eu não ligo para esse tipo de ocasião, mas esse ano decidi que faria uma postagem dedicada ao primeiro ano do blog Raider Daze. Muita coisa mudou no mundo nos últimos sete anos, mas fico feliz em manter esse hobby com a mesma motivação e interesse de sempre. Tomb Raider dá sentido à minha vida, e isso não é um eufemismo. Obrigado, Lara!

Na primeira postagem real do blog, eu oficializei Raider Daze como o nome que usaria a partir daquele momento. Sinto que essa é a oportunidade ideal para revelar a inspiração deste nome: a banda Grey Daze. Existe um trocadilho em ambos os nomes, já que as palavras daze e days são homófonas. Assim, com um contexto levemente diferente, o título descreve o deslumbre que nossa tomb raider causa em mim, dia após dia.

Tomando inspiração em algumas publicações de games que deixaram de existir anos atrás, achei que seria interessante postar uma espécie de "túnel do tempo" e relembrar o que acontecia no ano um do blog. Assim, comento brevemente sete postagens de 2012 com uma nova perspectiva, possibilitada por esse lapso temporal:
  • Tomb Raider (1996)
    Naquele ano, eu maratonei todos os jogos da série e estabeleci meu padrão Sumário → Screenshots → Opinião. Foi um ano com inúmeras postagens dedicadas somente a capturas de tela, catalogadas por nível, e, aliás, desculpe a recente enxurrada com as capturas de Shadow. Resolução de ano novo: maratonar toda a franquia mais uma vez.
  • Trailer de Tomb Raider surpreende
    Estávamos todos ansiosos pelo reboot, e as postagens eram permeadas com novidades como trailers, edições especiais, os primeiros episódios do documentário Final Hours of Tomb Raider, e eu até compartilhava os artigos de publicações nacionais. Esse trailer, em particular, surpreendeu pela abordagem e causou controvérsia por muito tempo...
  • Conheça o trabalho de Laragwen
    Desde os primórdios, a minha admiração pela artesã francesa Gwen era evidente. Apesar de não termos visto nenhum trabalho novo recentemente, acredito que o número de trajes que ela criou para as figuras Tonner mais do que dobrou desde então.
  • Coleção: Figuras de resina Atlas
    A maravilhosa coleção francesa da editora Atlas contemplou 60 edições, sendo encerrada em agosto de 2007. Tanta coisa aconteceu de lá para cá que estou convencido de que existe material mais do que suficiente para uma expansão com outras 60 figuras e fascículos inspirados nos jogos a partir de Underworld (o que, além do reboot, também abre portas para a subfranquia Lara Croft).
  • Marcador: Desafio dos 30
    Não poderia optar por apenas uma postagem, então vou usar todo o desafio dos 30 dias: perguntas diárias sobre variados aspectos da franquia. Por problemas técnicos, algumas postagens somente foram feitas no ano seguinte. Acredito que 2019 possa apresentar uma boa oportunidade para revisitar esse conceito, caso não tenhamos nenhum tipo de anúncio no futuro próximo...
  • Distribuição digital abrange toda a série
    Hoje obviamente a postagem está defasada, já que todos os jogos (exceto pacotes de expansão) podem ser facilmente adquiridos através da onipotente Steam, e a distribuição digital também se tornou tendência entre os consoles. Cópias físicas ainda existem para consoles, mas já não têm tanta relevância para computadores (leia-se: estou à procura de uma cópia física de Shadow para minha coleção!).
  • Como seria um kit de Tomb Raider para LittleBigPlanet?
    Apesar de Lara Croft ter sido "maior do que a vida" em dado momento, curiosamente as colaborações com outras franquias sempre foram mantidas a um mínimo. LittleBigPlanet já caiu no esquecimento, é verdade, mas contou com crossovers com inúmeras franquias grandes — exceto Tomb Raider, claro. Isso não impediu fãs de imaginar como as aventuras croftianas poderiam ser transpostas para aquele universo...
Meu eterno agradecimento a todos os leitores e visitantes do blog!

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Xbox recebe DLC faltante de Guardian of Light

Esse, sim, é um verdadeiro "milagre de natal". Guardian of Light, lançado originalmente em agosto de 2010, recebeu suporte à retrocompatibilidade no Xbox One no ano passado e, durante a primeira quinzena deste janeiro, é um dos jogos gratuitos para assinantes da Xbox Live Gold.

Apesar de ter recebido um breve período de exclusividade no console da Microsoft, por ter sido um dos títulos do programa Summer of Arcade daquele ano, por algum motivo, esse favoritismo não foi estendido aos pacotes de conteúdo adicional. A falta de sincronia com as outras plataformas foi tanta que, por razões não especificadas, o DLC Things That Go Boom nunca chegou ao Xbox 360.

Duas semanas atrás, porém, tal DLC foi encontrado na loja da Xbox Live e está disponível para compra pelo mesmo valor que os demais DLCs pagos do jogo (BRL 6). Este pacote inclui quatro breves níveis — Ill Valley, Madness River, Mayan Mini-Golf e Blast Lifts —, que podem ser jogados em um ou dois jogadores.

Quem dera os DLCs de Underworld surgissem assim, magicamente, na Steam e/ou PSN...

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Telas de loading de Shadow

Shadow of the Tomb Raider deixa o minimalismo, característico das telas de loading de TR2013 e Rise, e nos oferece uma bela paisagem da selva peruana. Além disso, existe uma progressão da dita "morte do sol" narrada no jogo, totalizando cinco fundos diferentes.

Como essas telas acompanham dicas e tutoriais, precisei recorrer às minhas pobres habilidades em edição de imagens para tentar remover os textos. Apresentadas na baixa resolução que uso no blog, a mutilação não fica tão evidente...

Outro detalhe interessante está em uma das mensagens ocasionais, congratulando o jogador pela performance: "Você é um(a) sobrevivente. Você evitou a morte por bastante tempo." Essas palavras têm um significado ainda mais especial em partidas na dificuldade Deadly Obsession.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Retrospectiva Raider Daze 2018

Este foi um ano muito ruim, e, como um todo, parece apenas um mau presságio do que o futuro reserva para nós. Para nossa sorte, ao menos (ainda) temos Tomb Raider para escapar da triste realidade em que vivemos... Enfim, eis o meu recapitulativo anual de postagens de destaque.

Tal qual ocorreu quinze anos atrás, esse ano tivemos uma dobradinha com Shadow of the Tomb Raider e Tomb Raider: A Origem. Olhando de fora, parecia que a franquia havia reatingido aquele patamar de popularidade que já ostentou um dia, mas a recepção apática — principalmente vinda dos próprios fãs — me preocupa.

Shadow teve uma campanha promocional diferenciada, mais enxuta do que o padrão. Assim, após seu anúncio em março, recebemos novas informações periodicamente até o lançamento, que ocorreu em setembro. Eu ainda torço para que The Making of a Tomb Raider seja disponibilizado para todos nós, de uma forma ou outra, mas sei que a probabilidade é praticamente nula.

Com DLCs programados para 2019 adentro, fãs no mundo inteiro ainda têm algo pelo que esperar. Eu estou desenvolvendo guias específicos para o jogo, apesar de admitidamente ter um tráfego baixo demais para justificar esses esforços, mas, mesmo assim, aqui estou.

Além de Shadow, jogadores de Xbox One receberam novos motivos para celebrar sua escolha, com a chegada de Legend, Anniversary e Guardian of Light ao programa de retrocompatibilidade. E os residentes de países de primeiro mundo também tiveram a oportunidade para conferir uma adaptação do reboot como jogo de arcade!

Esse último veio de carona com o filme estrelado por Alicia Vikander. Ainda recordo a sensação de assistir ao trailer embalado pelo remix de Survivor. A campanha promocional do filme incluiu até mesmo o lançamento de um curioso minigame em realidade virtual. Em tempos onde apenas filmes (e, aparentemente, jogos) de super-heróis da Marvel dão dinheiro, talvez seja delírio manter os dedos cruzados por uma continuação, mas aqui estou.

Também na carona do filme veio o crossover com Final Fantasy Brave Exvius. Posteriormente, a franquia entrou para a extensa lista de crossovers de Final Fantasy XV, para o qual eu devo ter sido um dos poucos (talvez único?) a desenvolver uma galeria de capturas e vídeos para manter esse evento histórico em registro. No decorrer do próximo ano, pretendo alimentar o marcador Final Fantasy com uma galeria similar (e bem atrasada) de Lightning Returns Final Fantasy XIII... 

Ignis parece deveras surpreso com a forasteira.
Apenas na versão para PC, Lara Croft pode bombar as fotos de Prompto durante a campanha de FFXV!

Para minha decepção, porém, a Square Enix e a Nintendo não acreditam no status de Lara Croft como um ícone rentável o suficiente para se juntar ao elenco de Super Smash Bros. Ultimate. Sorte nossa que existem versões caseiras para retificar essa falha...

Este ano, eu finalmente arranjei um tempo para maratonar os jogos portáteis da franquia. Pretendia fazer o mesmo com os antigos jogos para celular, mas acabei perdendo a motivação. Além disso, eu vinha desenvolvendo uma série de artigos e traduções sobre o Tomb Raider CCG, com a intenção de publicar uma expansão que eu mesmo desenvolvi, mas infelizmente não tive permissão para tal.

Se tratando de colecionáveis, reforçando a suposta hipótese do novo pico de popularidade, diversos itens foram anunciados neste ano, incluindo peças de luxo como as estatuetas de Atlantean Scion, Adventures of Lara Croft e Shadow. Entre os itens mais acessíveis estavam um novo livro, as figuras Totaku e Pixel Pals, o vindouro livro para colorir e, por fim, Legends, um novo jogo de tabuleiro.

Depois de muitos atrasos e controvérsia (e trailers com Alison Carroll, a modelo de Underworld), a Tomb Raider Suite — que só aconteceu graças ao financiamento coletivo — teve um lançamento parcial. Enquanto aguardamos as cópias físicas, já encaramos a segunda rodada com The Dark Angel Symphony, cuja equipe parece mais preparada para evitar os mesmos contratempos.

Como de costume, encerro essa retrospectiva com as aquisições para minha coleção no ano:

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Informações dos próximos DLCs de Shadow

Para todos os efeitos, considere esta postagem como um rumor até uma confirmação oficial.

A última edição da publicação Game Informer revelou, brevemente, o conteúdo dos futuros DLCs previstos para Shadow of the Tomb Raider:
  • Devil Inside ("Demônio Interior")
    Lara explora uma área inundada com gases alucinógenos que a recompensará com flechas de medo com área de efeito.
  • The Unwilling Saviour ("O Salvador Involuntário")
    Descubra mais sobre a história de Dominguez, incluindo como e porquê ele se juntou à Trinity.
  • The Serpent's Heart ("O Coração da Serpente")
    Após aprender mais sobre Dominguez, os jogadores recebem uma nova visão da rebelião.
  • The Grand Caiman ("O Grande Caimão")
    Este pacote envolve o presságio de que alguma coisa foi despertada pelo terremoto em San Juan...
  • Paradise Lost ("Paraíso Perdido")*
    Situado após os eventos da campanha, você aprenderá mais sobre os defensores mitológicos da Caixa Prateada, e também sobre o missionário que descobriu a Cidade Oculta.
Vale ressaltar que todo esse conteúdo planejado está sujeito a alterações sem aviso prévio. Tudo ocorrendo dentro da programação, com lançamentos mensais, teremos (pequenas) novas doses de Shadow até o mês de maio, sempre acompanhadas de novos trajes e armas.

Agradecimentos ao forumite Bomb Fighter por compartilhar as informações.

*O último DLC é conteúdo adicional exclusivo do Season Pass e não será vendido separadamente.