quarta-feira, 1 de fevereiro de 2023

Reloaded será lançado em 14 de fevereiro


A CDE Entertainment anunciou hoje que Reloaded será lançado globalmente em 14 de fevereiro — não por coincidência, a data de aniversário de Lara Croft. O jogo foi anunciado em 2020 e sofreu constantes atrasos; suspeito que acabou sendo vítima de fatores externos como a pandemia, a venda da divisão ocidental da Square Enix, e o recente encerramento das atividades do estúdio Onoma, outrora conhecido como Square Enix Montreal.

Reloaded é um jogo gratuito para plataformas Android e iOS (e Netflix), levemente inspirado no Tomb Raider original (com um quê de Anniversary também). A jogabilidade replica o popular Archero, na qual ondas de inimigos surgem na tela e o protagonista dispara automaticamente, cabendo ao jogador esquivar de ataques enquanto busca o melhor posicionamento na arena. Você adquire diversas melhorias no decorrer de uma corrida, além, claro, de recursos para construir e melhorar equipamentos e garantir ganhos permanentes em suas estatísticas.

É um passatempo divertido, embora por vezes frustrante, mas com sorte o estúdio Emerald City Games, responsável pelo desenvolvimento do jogo, vai encontrar uma forma de garantir um balanceamento justo e reter potenciais jogadores. Por ora, certifique-se de fazer o pré-registro na Play Store para garantir acesso às pistolas douradas, uma variante limitada da arma. Jogadores no iOS não podem fazer pré-registro, mas a conta oficial do Twitter informa que essas pistolas serão distribuídas para todos jogadores na semana de lançamento.

Numa nota de rodapé, caso ainda não seja de seu conhecimento, CDE Entertainment é o nome do novo núcleo operativo da Embracer Group. A sigla é bastante direta, já que essa subdivisão é composta pelos estúdios da Crystal Dynamics e da Eidos.

terça-feira, 31 de janeiro de 2023

Vídeo mostra todos os capítulos do arcade

 
O canal Insert Coin publicou recentemente um vídeo que mostra uma partida completa do arcade de Tomb Raider, lançado em 2018 pela Adrenaline Amusements. É um caso um tanto curioso pois a adaptação vai além de simplesmente transformar o reboot de 2013 em um jogo de tiro sobre trilhos: Lara Croft torna-se uma NPC e conversa com a equipe (composta por até quatro jogadores) enquanto áreas familiares do jogo são revisitadas, por vezes por outros pontos de acesso, tomadas por hordas de inimigos.
 
Não tenho certeza de quão acessível o arcade era em territórios estrangeiros, seja na América do Norte ou na Europa, mas sei que algumas poucas unidades existem nos grandes centros metropolitanos do Brasil. Considerando a vasta extensão territorial do país, isso não o torna mais acessível para muitos de nós. Eu ainda tenho esperanças para o lançamento de uma versão caseira formal e oficial — seria ou não uma boa forma de celebrar o décimo aniversário de TR2013 em março?

sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Tomb Raider pode ganhar nova série de TV

Até um anúncio ou confirmação oficial, trate esta postagem como um RUMOR.
 
O portal The Hollywood Reporter revelou, com exclusividade, que Phoebe Waller-Bridge firmou uma nova parceria com a Amazon para produzir novas adaptações para séries de TV. Aparentemente, ela será responsável pelos roteiros para uma série de Tomb Raider!

O currículo da moça, que trabalha como atriz, escritora e produtora. Creditada como criadora das séries Fleabag e Killing Eve, também foi co-roteirista de 007 Sem Tempo para Morrer e irá atuar ao lado de Harrison Ford no vindouro Indiana Jones e o Chamado do Destino. Talento certamente não falta.
 
Além de roteirista, Phoebe será produtora executiva ao lado de Ryan Andolina e Amanda Greenblatt.
 
Não temos qualquer detalhe sobre o projeto em si ou sobre como ele se encaixa no plano maior. Suspeito que num futuro próximo teremos uma transmissão especial para detalhar melhor tantos projetos diferentes em andamento. Vale lembrar que dois anos atrás recebemos a confirmação de uma série animada para Netflix sobre a qual pouco sabemos...

[Atualização em 28/01/2023:] Mas espere, isso não é tudo.

De acordo com o portal Deadline, que afirma ter acompanhado os desenvolvimentos dessa nova parceria entre Phoebe e a Amazon, os planos da plataforma são muito maiores do que imaginávamos. O site relata que o projeto irá entrelaçar a série de TV com um novo jogo e um novo filme, numa espécie de universo compartilhado.

No final do ano passado, a Crystal anunciou que o próximo jogo seria publicado pela Amazon, o que suporta essa teoria. Mais intrigante, entretanto, é saber que os direitos cinematográficos teriam retornado para a MGM, após a inexplicável perda no ano passado, mas a nova produção será gerenciada pela própria Amazon.
 
Essa nova notícia ainda adiciona os nomes da Legendary Pictures e do produtor executivo Dmitri Johnson, da série animada da Netflix. Resta descobrirmos se isso significa que a série animada também fará parte desse universo compartilhado e como a suposta unificação vai funcionar com tantas vertentes transmidiáticas paralelas.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2023

Crystal anuncia fim de Marvel's Avengers

Desde sua revelação, Marvel's Avengers sofreu. E não foi pouco. A negatividade em torno do título da Crystal Dynamics é notória e talvez até possa ser justificada, mas resultou em grandes perdas de capital. Não sabemos os detalhes, mas suspeito que tenha sido o principal motivo pelo qual a Square Enix se desfez completamente do estúdio e suas propriedades intelectuais.
 
Hoje, o estúdio anunciou que o suporte para o jogo está próximo do fim.
 
Nenhum tipo de conteúdo novo, sejam heróis ou missões, será adicionado ao jogo — Winter Soldier, lançado no final do ano passado, é efetivamente a última adição ao jogo, embora rumores apontassem que She-Hulk e Captain Marvel estavam em estágio avançado de desenvolvimento.

Em 31 de março, uma última atualização de balanceamento será lançada para o jogo. Essa atualização removerá o sistema de créditos e microtransações: quaisquer créditos que você possuir serão convertidos em recursos para melhorar seus equipamentos, e, em contrapartida, todos os itens da loja e dos cartões de desafio serão liberados gratuitamente como forma de agradecimento.
 
A partir de 30 de setembro, o suporte ao jogo será oficialmente encerrado, e ele será removido das lojas digitais de todas as plataformas. Cópias físicas em circulação ainda funcionarão pois os servidores permanecerão ativos por tempo indeterminado, portanto será possível jogar tanto a campanha como o modo multiplayer, mas quaisquer problemas que surgirem a partir desta data não serão corrigidos.
 
Minha opinião é conhecida, então eu considero essa situação muito triste, mas, por outro lado, entendo que era inevitavelmente uma questão de tempo. Que a Crystal enfrente menos adversidades em seus futuros projetos (leia-se o próximo Tomb Raider)...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

Powerwash Simulator recebe Croft Manor

 
A FuturLab, em parceria com a Crystal Dynamics, revelou hoje um DLC gratuito inspirado por Tomb Raider para o jogo Powerwash Simulator. O DLC contempla nada menos do que a Croft Manor, em um visual híbrido que remete à era clássica, e estará disponível em 31 de janeiro.

O jogo está atualmente disponível nas plataformas Xbox e Steam, mas será lançado para PlayStation e Nintendo Switch também em 31 de janeiro. Como de costume, publicarei capturas e observações próprias tão cedo quanto possível.

Encartes do áudio-drama do primeiro filme

Como disse na última atualização de minha coleção, consegui pôr as mãos no áudio-drama de Lara Croft: Tomb Raider que foi lançado na Alemanha quando o filme estreiou, em 2001. Por se tratar de um item de distribuição regional limitada, pouco (ou nada) ouvimos falar sobre ele, então achei que seria interessante digitalizar os seus encartes. Aquele tipo de coisa que apenas eu faria, tentando agregar algo ao blog Raider Daze, sabe?

Eu obviamente não falo alemão, mas, com o uso de ferramentas online e uma refinada nos resultados, posso oferecer uma tradução dos breves textos inclusos nos encartes. Acredito que esteja bem próximo do texto original, mantendo as principais peculiaridades do texto, mas se correções forem necessárias, favor entrar em contato!
Há 5000 anos, a Illuminati, uma sociedade secreta antiga, está esperando por uma certa constelação-planetária que pode lhes conceder um poder sobrenatural, talvez até divino. Entretanto, eles precisam de uma chave para isso: o chamado "Olho Que Tudo Vê". Manfred Powell, um velho amigo e colega do pai de Lara Croft, é contratado pela sociedade secreta para encontrar o Olho. A trilha o leva até a mansão de Lara Croft. Um estranho relógio que o Lorde Croft havia escondido na mansão quando estava vivo é a peça mais importante deste quebra-cabeças. Powell é bem sucedido em uma operação noturna para roubar o relógio.
 
Lara parte para recuperar o relógio roubado por Powell. Após Lara pegar parte do "Olho Que Tudo Vê" nas selvas do Camboja, Powell sugere que eles trabalhem juntos para encontrar a outra parte do Olho na Sibéria antes que a constelação singular se perca no mar do tempo. Lara aceita. Mas, abaixo do gelo, no Templo das Dez Mil Sombras, perigos que ela jamais sonhara aguardam. Lá, Lara não apenas aprende verdades dolorosas, mas também precisa testemunhar a morte de pessoas próximas a ela...
Um detalhe bacana desse trabalho é que ele é atuado pelos dubladores do próprio filme em sua versão alemã. Marion von Stengel, além de interpretar nossa aventureira máxima, também é a narradora. Admito que seria deveras interessante se um equivalente nacional, ou mesmo em inglês, tivesse existido.

sábado, 14 de janeiro de 2023

Storyboards do Tomb Raider de Ben Wheatley

O futuro de Tomb Raider permanece uma incógnita neste momento, e infelizmente isso é válido tanto para os jogos como para os filmes. No caso das aventuras de Lara Croft nas telonas, não temos qualquer tipo de notícia desde que a MGM perdeu os direitos do filme e, por tabela, Alicia Vikander.
 
Em 2019, recebemos a notícia de que Ben Wheatley iria dirigir a continuação de A Origem, com roteiro escrito por sua esposa Amy Jump. Em entrevistas na época, ele falava que o filme seguiria os eventos dos jogos, sem entrar em muitos detalhes, o quê levantava perguntas pois o primeiro filme havia criado uma história bem distinta do jogo que serviu como referência.

O artista Jake Lunt Davies compartilhou recentemente diversas storyboards que fez para o filme, o quê indica que o mesmo já estava em um estágio avançado da pré-produção quando Ben abriu mão do projeto. Algumas cenas — e personagens! — chamam a atenção, embora não tenhamos muitos detalhes. Assim sendo, tudo que podemos fazer são palpites educados.

Aparentemente o filme combinaria elementos de Rise e de Shadow (e até um de TR2013...). Segue abaixo um descritivo de algumas das cenas que podemos identificar pelas artes, embora não saibamos a ordem cronológica das mesmas:
  • Lara, trajada a rigor, mergulha em busca de um templo perdido em Cozumel, no México, e conversa por headset com alguém não identificado. Ela usa os restos mortais de conquistadores espanhois no local para desarmar uma armadilha e encontra uma imensa estátua de ouro, que presumidamente precisa de uma adaga para ser ativada.
  • Um grupo de mercenários armados invade um museu. Lara está usando um vestido formal e enfrenta, desarmada e descalça, o grupo que está tentando roubar uma adaga de uma das exibições. Nick Frost não havia sido confirmado para a continuação, mas suspeito que o guarda do museu seja Alan, o penhorista que vimos em TR2018.
  • Numa perseguição urbana, Lara rouba a moto de um entregador e a pilota sobre diversos carros congestionados, mas o veículo de maior porte que a persegue faz pouco caso do trânsito.
  • Aparentemente, Dominguez tentaria sacrificar Sam para a adaga, mas é impedido por uma flechada de Lara. Mais tarde, Ana Miller parece tomar o poder para si e uma armadura se forma ao seu redor a partir de paineis de ouro presentes no templo. Lara tenta retirar a adaga do peito da estátua vista anteriormente para impedir esse ritual.
  • Outros personagens nomeados nas artes incluem Lu Ren e Rourke.
Vale lembrar que anos mais tarde, em 2021, Misha Green havia sido anunciada como nova roteirista e diretora, e provavelmente teria feito um trabalho próprio, sem reaproveitar o que é exibido nessas artes. Em todos os casos, as perdas causadas pela pandemia são inegáveis.

sábado, 31 de dezembro de 2022

Retrospectiva Raider Daze 2022

Encerramos mais um ano repleto de adversidades em nosso cotidiano e, infelizmente, sem grandes novidades no universo Tomb Raider para ajudar a mitigar essa situação. Pior ainda: vimos a Square Enix se desfazer de nossa franquia, algo que certamente afetou o andar da carruagem, mas quero acreditar que, quando as coisas voltarem aos devidos eixos, teremos uma overdose de Lara Croft.
 
Para os fãs sortudos que residem em Londres (ou podem viajar), a Live Experience abriu as portas no início do ano. A recepção por parte dos fãs é mista, e, honestamente, parece ter caído no esquecimento desde então. Até onde sabemos, os vídeos de Alicia Vikander nunca foram finalizados e agora, que a atriz não está diretamente envolvida com a franquia, acredito que jamais teremos a oportunidade de vê-los...
 
Embora a luz no fim do túnel não esteja visível ainda, tivemos alguns pedacinhos de informação aqui e ali desde que a Embracer Group comprou a franquia. O próximo jogo será desenvolvido com a Unreal Engine 5 e publicado pela Amazon Games. A Embracer citou, vez e outra, que vê potencial a ser explorado em diferentes formas de mídia para as suas novas aquisições (especialmente Legacy of Kain), ao passo que o estúdio Onoma teve operações encerradas numa reformulação estratégica dessa nova divisão denominada CDE Entertainment.
 
Colecionadores não tiveram muitas compras a planejar nesse ano: acredito que apenas as vindouras Mini Epics de Anniversary e o lançamento surpresa de uma nova edição da trilha orquestrada de Cradle of Life. Mesmo a coleção de estatuetas de luxo da série #TR20 ainda está incompleta...

→ Pendências #TR25
 
Era passada a hora de aposentar esse destaque da barra lateral do blog. Como ainda estamos no aguardo de algumas iniciativas citadas durante a celebração dos 25 anos da franquia, pensei que esse poderia ser o espaço ideal para esse registro.

· LCGOL e LCTOO para Nintendo Switch
· DLCs de Underworld para PC
· Trilhas sonoras em plataformas de streaming
· RPG de mesa Lara Croft's Tomb Raiders
· Série animada da Netflix

Não eram parte da celebração, mas não vamos esquecer de Reloaded ou do quarto filme...
 
O blog Raider Daze é uma espécie de autoterapia para mim, então estou sempre em busca de novos conteúdos para desenvolver por aqui, mesmo que não consiga despender o devido tempo para tantos projetos irrisórios paralelos. Vou destacar a tradução (parcial) do conto Down Among the Dead, uma transcrição dos cards da Precedence, e uma checklist completa dos cards da Mars16. Também "maratonei" os três jogos de cassino para que fiquem devidamente registrados aqui.
 
Esse ano consegui agregar itens notáveis à minha coleção; acho que há tempos não havia um ano tão prolífero nessa área. Vale lembrar que quando iniciei o blog, há mais de dez anos, um dos principais objetivos era catalogar a coleção, de uma forma ou outra. Talvez seja o maior orgulho de minha vida, embora represente apenas um mero percentual de outras coleções mundo afora.


Estou batalhando para encontrar motivação para finalizar a trilogia Gex para alimentar o marcador Softografia (outra iniciativa questionável, eu sei), mas joguei Free Running e Marvel's Guardians of the Galaxy, e também mantive Marvel's Avengers instalado em meu disco rígido para conferir os novos heróis acrescentados no decorrer do ano, assim mantendo a pseudoconquista de ter todos os cartões de desafios completos!

Por fim, vou deixar aqui o contador das minhas incursões diárias pelas infindáveis criações de fãs usando o Level Editor. Entre essas aventuras e os constantes mergulhos na ilha de Fortnite, Lara Croft está sempre presente em minha vida. Bem como deveria ser.
 
Treeble @trle.net (2022)
Níveis jogados:
2302 (+299↑)
Níveis disponíveis:
3444 (+73↑)
Progresso:
   66,8%

sábado, 24 de dezembro de 2022

Coleção: Trilhas sonoras, áudio-drama, jogos


Enquanto pessoas normais estão se preparando para ceias e festividades sociais de fim de ano, cá estou eu catalogando e montando uma postagem para as recentes aquisições de minha coleção. E, devo dizer, esta é (mais) uma postagem para lá de especial. De forma geral, foi um ano bom.

Após muitos, muitos, contratempos, finalmente recebi a segunda entrega da Tomb Raider Suite. O estojo metálico vem autografado pelo compositor Nathan McCree, e na hora que fiz minha contribuição à campanha deixei claro que queria a opção de arte "moderna". Em minha opinião, é um bom vínculo ao vigésimo aniversário da franquia, quando o projeto começou a tomar forma. Como um novo envio seria necessário, aproveitei e inclui no pedido uma cópia física das Synth Mixes.

Consegui uma boa negociação no vinil duplo dourado (uma tiragem limitada à apenas 2500 cópias!) de Lara Croft: Tomb Raider, lançado no ano passado quando o filme por si celebrou 20 anos. Reforço que o charme da mídia é inegável. E ainda sobre o filme, encontrei os dois discos do áudio-drama alemão a preço de banana: essencialmente, paguei apenas os custos de envio e importação. Vou digitalizar os encartes para compartilhar por aqui no início do próximo ano.
 
Aos poucos, continuo agregando diferentes versões dos jogos para minha coleção. Nesta remessa, entram Chronicles para Dreamcast e Legend para PlayStation 2. E, por fim, o livreto Old!Gamer traz uma extensiva retrospectiva do primeiro jogo, uma adição válida para qualquer coleção.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2022

Próximo jogo será publicado pela Amazon

A Crystal Dynamics anunciou hoje uma nova parceria para publicação do próximo jogo da série Tomb Raider. Ao invés de usar uma das publishers que também fazem parte do conglomerado Embracer Group, a próxima aventura de Lara Croft será publicada pela Amazon Games.
 
Entre os microdetalhes inseridos no comunicado à imprensa, algumas palavras-chave se destacam. O próximo jogo, que ainda não tem um título oficial, será uma aventura para um jogador com foco em narrativa, e contará com uma heroína confiante e multidimensional em um ambiente que recompensa a exploração. O jogo ainda está em estágios iniciais de desenvolvimento, mas promete ser o maior e mais expansivo título da série.

Scot Amos, líder da Crystal Dynamics, salienta que eles "encontraram uma equipe que compartilha a visão criativa, ambições, e valores para um universo de Lara Croft no espectro de possibilidades." Complementando essa mentalidade, Lars Wingefors, diretor da Embracer, disse que "era uma ambição mútua encontrar um parceiro que compartilhasse a visão criativa e as ambições da Crystal Dynamics para Tomb Raider."

Agora, entrando em um território de especulação pura, e considerando que muito se falou em possibilidades transmidiáticas das franquias adquiridas pela Embracer, suspeito que a Amazon também tenha adquirido os direitos cinematográficos da franquia, embora nada saibamos sobre o assunto desde que perdemos Alicia Vikander...