segunda-feira, 1 de abril de 2013

Tears of the Dragon

Nesta primeira semana de abril vou fazer uma série de postagens dedicada aos fanfilms da franquia Tomb Raider. Vou começar por Tears of the Dragon que, acredito, tenha sido o pioneiro. Eu lembro dos longínquos dias dos fóruns Lara's Home, onde este fanfilm rendeu um tópico bastante movimentado e um envolvimento em escala praticamente global dos fãs daquele fórum.

A administradora do fórum, por exemplo, compôs cinco trilhas que foram utilizadas no projeto. Eu também tentei colaborar o máximo que pude, mas acredito que além do notável apoio moral, minha única real participação se deu pela tradução do website.
Clique para assistir
O que eu realmente considero uma lástima é que o fórum acabou indo por água abaixo na mesma época em que o filme saiu, e, junto com ele, aparentemente, a única chance viável de conseguir uma cópia em qualidade decente. Existem diversas versões espalhadas pela internet, porém acho que apenas a versão hospedada no site oficial do projeto esteja completa. 

Até mesmo na versão que eu usei, quando transcrevi os diálogos para criar legendas em português, uma sequência inteira está faltando e eu nunca havia percebido. Se, algum dia, eu tiver acesso à versão integral e em boa qualidade, não tenho dúvida de que enfrentaria o desafio de revisar, e completar, as legendas com aquele nível de pedantismo banal que eu tenho e que se renova a cada ano.

Porém, acredito que isso não deva acontecer, infelizmente. A Valerie Perez, moça por trás de Lara Croft neste fanfilm, divulgou recentemente um demo reel de seus trabalhos e TOTD praticamente não aparece. Imagino que seja tão somente devido à questão de direitos autorais e demais efeitos legais, mas, da mesma forma, acredito que ela definitivamente se encontrou dando vida à personagem Paula Peril.

E, a título de curiosidade, um prólogo em quadrinhos chamado A Taste of Bitter Blood foi distribuído em uma convenção. Eu nunca consegui pôr as mãos em uma cópia, e o site do artista agora é integralmente dedicado aos quadrinhos (e filmes) da repórter Paula Peril. Arrisquei a sorte, enviando um email solicitando informações, com sorte poderei prolongar ainda mais o meu apoio moral.