segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Temporada da Bruxa

Season of the Witch é o nome do primeiro arco das histórias em quadrinhos da editora Dark Horse, publicada no decorrer das edições #1 a #6. O arco foi escrito por Gail Simone e ilustrado por Nicolas Selma.

A história começa seis semanas após os eventos de Yamatai. Lara tem pesadelos recorrentes, sentindo-se culpada pela morte de seus amigos. Num despertar, ela decide registrar o que aconteceu na ilha, mas logo é interrompida pela sua colega de quarto, Sam ‒ elas dividem um apartamento em Londres. Sam também tem pesadelos, embora não admita que estejam ligados a ilha.

Jonah telefona, suplicando pela ajuda imediata de Lara. A viagem não é detalhada, mas na cena seguinte nos encontramos no Devil's Rest, um árido cânion nos Estados Unidos. Jonah está vivendo dentro de um trailer, convencido de que alguém está vindo atrás deles por terem roubado tesouros da ilha. Ele menciona uma profecia sobre quatro calamidades. Lara não entende o que ele está falando, e enquanto o deserto é subitamente engolido por uma enxurrada d'água, Jonah arremessa Lara para fora do trailer.

Indisposta a deixar mais amigos morrerem, Lara mergulha e resgata Jonah, que não abre mão de uma pequena caixa. Quando ela chega a superfície, a correnteza de água se intensifica e os conduz para um penhasco. Eles são resgatados pelo guia que levou Lara até o trailer; ele ouviu os delírios de Jonah e está disposto a matá-los para tomar a caixa, supondo que o tesouro esteja dentro. A adrenalina faz com que Lara arremesse-o penhasco abaixo.

Três dias depois, Lara visita um professor Cahalane, no Colégio Trinity em Dublin, Irlanda. Ela explica que foram resgatados por um helicóptero de notícias que cobria o vazamento de uma represa nas vicinidades e que Jonah ainda estava internado, pois havia sofrido uma concussão e perdido a memória. Mostrando os artefatos de Jonah para o professor, ele identifica num deles a mesma profecia que Jonah havia falado, sobre as quatro calamidades. O outro representa uma makara, uma guardiã, instrumento de vingança.

Ainda no colégio, Lara recebe um telefonema de Reyes, pedindo que se encontrem com urgência. Num bar da Irlanda, Reyes explica que sabe o que aconteceu com Jonah, mostrando o seu tesouro. Lara ainda não tem lembranças desses tesouros, mas Reyes, justificando que trabalhou a vida inteira e não consegue garantir um teto para sua filha, afirma que foi ideia de Lara levar os tesouros como recompensa.

Um homem, Matsu, interrompe a conversa, dizendo que Reyes tem razão e que elas devem devolver as quatro peças. Ele tem um grande incentivo para que façam isso: sequestraram Alisha, filha de Reyes. Ele informa que veneram os Solarii, mas não pertencem ao culto. Lara, ainda confusa com a história, mente, dizendo que o tesouro dela está em Londres, na casa do seu pai. Para sua sorte, ela tinha um aliado desconhecido: o captor de Alisha é baleado, permitindo que elas fujam.


Lara sente uma familiaridade no rosto do rapaz, mas não sabe quem é. Ele sugere que elas se escondam em áreas tumultuadas. Enquanto estão fugindo, Lara tenta ligar para Sam mas cai direto na secretária eletrônica. Reyes decide se distanciar de Lara, visando o melhor para Alisha. Lara passa por uma artista de rua e toma seu violão, quebrando-o no rosto de um dos seus perseguidores. Ela passa a perambular a cidade com a arma dele em mãos, sabendo que ainda haviam outros homens atrás dela.

Enquanto isso, em Londres, Sam chega em casa e se depara com todos móveis destruídos. As duas makara de Matsu estavam lá para capturá-la.

Em meio à uma torcida de futebol, Lara é apreendida por outro homem. As recomendações para que ela se renda caem em ouvidos surdos, mesmo após informarem-na de que já capturaram Sam. Ela chama a atenção da torcida, alegando que o homem é torcedor de um time rival, e foge (ninguém nunca percebe que ela tem uma arma em mãos). Quando ela é finalmente rendida por um homem, Reyes ressurge para resgatá-la após ser convencida pela sua filha. Por algum motivo, Lara sabe que eles devem voltar para Yamatai.

Ela convoca Jonah também, ainda hospitalizado, e quando retorna para falar com o professor Cahalane no colégio ela descobre que ele fora assassinado: as makara já haviam passado por ali. Enquanto isso, Sam, certa de que Lara está vindo para resgatá-la, ouve explicações dos cultistas: eles serviam aos Solarii com talentos próprios, como hipnose e mesmerismo.

Antes de partirem para Yamatai, Lara retorna para sua casa para pegar o seu tesouro. Reyes questiona, afinal Lara dizia não lembrar dele. Ela confirma que não lembra, mas sabe onde teria escondido algo assim. E, de fato, lá estava ele.

A seguir, Lara, Jonah e Reyes estão a bordo de um barco pesqueiro, em rota a Yamatai. Tentando descansar, Lara tem um pesadelo envolvendo Sam e Himiko e acorda, encontrando o barco sob cerco. Fora de sua rota original, o barco é explodido pelos bandidos. Lara rapidamente pega um bote inflável, e, quando volta a si após a explosão, não avista ninguém no horizonte. Ela chega em Yamatai, mas desta vez veio armada.

Sem saber como chegar até Sam rapidamente, Lara grita que está disposta a trocar os tesouros pela amiga. Mercenários camuflados comunicam Matsu via rádio. Sam, em trajes cerimôniais, pede para que não machuquem Lara, se voluntariando como hospedeira para Himiko. Matsu então explica que não é Himiko que eles querem, mas sim o seu discípulo, Mathias. Estão usando Sam apenas como isca, pois precisam de Lara para realizar o ritual. Tudo parte de uma profecia, de acordo com ele.

Lara, questionando sua competência para matar, rende dois mercenários para descobrir onde Sam está. Enquanto dirige-se até o mosteiro, Lara começa a entender a profecia que Jonah e Calahane mencionaram. As calamidades estavam seguindo Lara: água contra terra, fogo contra água, e, agora, terra contra o céu. Mergulhando para escapar de um deslize de pedras, Lara tem uma visão de Alex, falando para ela se manter atenta pois a ilha é traiçoeira. Antes que se afogue, ela é resgatada por Danny, o cidadão que deu-lhe cobertura na Irlanda.

Capturados pelas makara, ele esclarece que já trabalhou para o pai de Lara. Ele explica que as makara na verdade são filhas de Matsu, mas ele usou seus talentos para convencê-las de que realmente são guardiãs. Lara sente cheiro de gás, atibuindo-lhe a ilusão que teve. Jonah e Reyes chegam a ilha num bote inflável e, sem provisões, armas ou forma de voltar, decidem encontrar e ajudar Lara.

Matsu está pronto para realizar o ritual, assim que o sangue de um dos guardiões ‒ no caso, Lara ‒ tocar o selo, o salvador Mathias retornará das profundezas. Momentos antes de ser decapitada, Lara é salva por Reyes. Durante o confronto que se sucede entre os cultistas e os sobreviventes, Sam executa Matsu com uma machete. Ele também era um guardião, e seu sangue cai sobre o selo.

Possuído, Matsu dizima as próprias filhas e começa a falar com Lara. Desejando que aquilo fosse outra alucinação por conta do gás, Lara e Danny arremessam granadas e explodem o altar, junto com o que restou de Matsu. Separados de seus amigos, Lara e Danny estão no topo de um penhasco onde o gás é intenso. Lara estuda a área e conclui que, se descerem, estarão próximos ao ponto de encontro.

Danny então vira-se contra Lara. Ele admite que já foi um dos aliados de Matsu, mas não partilhava da ideia da humanidade ser escravizada por Himiko. Foi justamente enquanto trabalhava com o pai de Lara que se envolveu com a história: o pai de Lara se afastou, mas Danny foi atraído pelo poder oferecido por Matsu. Treinado nas mesmas artes, ele mesmo implantou os tesouros e convenceu os amigos de Lara que eles haviam os tomado da ilha.

Apenas a mente de Lara resistiu, pois suas memórias da ilha eram vívidas demais. Enquanto Danny força Lara a se jogar do precipício, ela lembra que a quarta calamidade ainda não ocorreu: ar contra fogo. Durante sua queda, ela arremessa uma granada que é exponenciada pelo gás. Usando o machado para descer até o ponto de encontro, Lara está convencida de que não tem mais motivos para se subestimar e deve apreciar aquilo que ainda tem: Reyes, Jonah e Sam.

Nota: existem algumas discrepâncias na continuidade mas eu as relevei de forma a manter o texto coeso. Vou ressaltar também que Lara costuma se referir aos personagens pelo primeiro nome (como Conrad, Joslin e Angus), o que soa estranho pois difere do comportamento visto no jogo.